5 novembro 2018
Category:
Sem categoria
Comments: Comentários desativados em FIDC e FIDC-NP: descubra qual o melhor para investir de acordo com o seu perfil

FIDC e FIDC-NP: descubra qual o melhor para investir de acordo com o seu perfil

Por Edson Hydalgo Junior, commercial officer da Intrader DTVM

Para que você possa entender melhor em qual investimento o seu capital pode ser
investido, eu, Edson Hydalgo Junior, e a Intrader, preparamos uma séries de artigos
sobre FIDCs para mostrar os caminhos a seguir na sua trajetória de investidor.
Agora que já explicamos o que são FIDCs e FIDC-NPs, precisamos falar qual é a melhor
opção de acordo com cada perfil de investidor. Por isso, fizemos um levantamento para
que você decida qual é o mais vantajoso.
Antes de entrarmos nessas explicações, precisamos retomar algumas características
gerais dessas aplicações.
Como funciona o FIDCs?
Ele segue o mesmo padrão dos outros tipos de investimentos, com aquisição do produto
quando a aplicação é lançada ou por compra no mercado secundário. É importante
ressaltar, no entanto, que não possui cobertura do FGC (Fundo Garantidor de Crédito).
A liquidez depende do modelo de aplicação escolhido. Há FIDCs tanto abertos como
fechados, ou seja, uns permitem o resgate a qualquer momento e outros não.
Os FIDCs também possuem tributação, entre elas está a cobrança do IOF e o Imposto de
Renda (IR), dependendo do tempo de aplicação.
As cotas possuem algumas espécies como sênior ou subordinada. Na sênior, temos a
preferência de resgate e, na subordinada o pagamento é posterior ao dos investidores
com cotas sênior.
Como esse investimento é um fundo de crédito, ele possui uma avaliação de risco feita
pelas agências de rating.
A relativamente alta rentabilidade do FIDC deve-se ao fato de ser um investimento
basicamente em dívida. Ou seja, quanto o maior risco, maior o retorno.
Sendo assim, esse investimento pode oferecer rentabilidades acima de 120% do CDI.
Quais as características dos FIDC-NPs?

Os FDIC-NPs também podem aplicar seus capitais em modalidades padronizadas, como
os FIDCs regulares. Aceitam, no entanto, outros direitos creditórios de maior risco,
como, por exemplo, precatórios, valores em recuperação judicial, valores em litígio
judicial, dívidas vencidas e com inadimplência.
A rentabilidade desse investimento se deve por reunir ativos de maior risco e menor
liquidez, por isso o investimento é maior se formos comparar com os FIDCs.
Na comparação de rentabilidade, os FIDC-NPs podem oferecer ganhos acima dos 130%
do CDI.
Qual o melhor de acordo com o seu perfil?
Apresentadas as opções, chegamos ao momento da decisão. Aqui, o importante é
entender o seu perfil e o que procura com o investimento.
Se o seu perfil de investidor for de se arriscar mais, o indicado seria aplicar o seu capital
em FIDC-NPs, que oferece maior rentabilidade.
Lembrando que é necessário possuir no mínimo R$ 10 milhões em investimento para
poder aplicar nesse tipo de produto.
Caso o seu perfil não se encaixe nessa restrição, o recomendado é investir em FIDC, que
na maioria das vezes é o mais indicado para o investidor iniciante.
E aí, gostaram de saber mais sobre como funciona os FIDCs? Conseguiram se encaixar
em qual investimento? Nos acompanhe nos próximos posts.

Por Edson Hydalgo Junior, commercial officer da Intrader DTVM

Comments are closed.